Olhando à Frente

A presente ocasião poderá ser entendida como a celebração de um escrito muito estranho. É estranho não somente pela razão do seu conteúdo, mas – como você saberá – pela natureza oculta de sua recepção por Aleister Crowley via uma misteriosa Pitonisa que possuiu brevemente, e para o propósito, a primeira esposa de Crowley, Rose.

Este é a recepção do texto que nós conhecemos como “o tríplice livro da Lei” que o presente encontro está cotado a re-lembrar. As liberdades e êxtases oferecidos por Nuit e Seu Filho, Hadit, nos capítulos um e dois, começam agora a fundir-se com os Mistérios de “um deus de Guerra e de Vingança” – Ra-Hoor-Khuit – e este é o último dos Mistérios que confrontamos agora nas fases final da Kali Yuga – a ‘Era Negra’ da Deusa Kali, a Mãe da Noite Escura do Tempo; do Tempo que está chegando a um fim, como também é o universo tal como o conhecemos, ou, como O Livro da Lei o diz: “A Manifestação de Nuit está em um fim.” Todavia, suas reverberações continuam a ecoar e re-ecoar conforme se aproxima o novo amanhecer – a Satya ou Yuga de Ouro – lançando a se estabelecer novamente depois de 26.000 anos – este sendo o pequeno intervalo temporal de verdadeiras proporções manvantáricas. Este genuíno processo causa nosso júbilo e nossa celebração hoje da recepção por Crowley do Livro da Lei nos dias 8, 9 e 10 de Abril no ano de 1904 e.v.

O Livro contém, para aqueles capazes de interpretar os símbolos, a fórmula pertinente à Satya Yuga que, como alguns dizem, já está amanhecendo, secretamente, sutilmente, nos corações daqueles que podem ler os Sinais. Alguns têm calculado e confirmado uma data em termos precisos, e tem demonstrado por intrínsecos cálculos a partir de observações celestiais, que os Iniciados de três das maiores civilizações da antiguidade – a Kamita, a Védica e a Maia – têm computado a data da transmogrificação[1] que está para acontecer exatamente n um período muito breve de tempo terrestre. Tão próximo, de fato, quanto 2012 e.v. Isso não quer dizer que haverá um final do planeta Terra, do Tempo e do Espaço; mas que com a entrada do Solstício de Inverno no Ventre de Ísis (Via Láctea) no dia 21 de Dezembro de 2012 e.v., o Grande Círculo do Tempo será completado e um novo influxo espiritual – uma Nova Ísis – irá infundir o planeta. As dores de parto que acompanham, todavia, não faltarão. Aqueles pegos em meio às dores do parto, mas que conhecem o Sinal de Proteção sobreviverão a eles conscientemente, junto com os correspondentes estertores da morte que desencadeiam a iniciação completa  de cada homem e cada mulher e criança sensível aos Eventos.

O Livro da Lei constitui, em efeito, o Diário de bordo de um Viajante do Tempo; e como seus símbolos e sinais produzem a informação codificada em seu interior, assim cada indivíduo assumirá conscientemente uma mutação para uma maior, uma amplamente mais expansiva modalidade de Consciência trans-humana conforme ele/ela alcança o cume, e além, da mística Árvore da VIDA.

Kenneth Grant
Londres, 2004.

Matéria originalmente publicada em Starfire –
A Revista do Novo Aeon - Volume II, Número 3.
Suplemento: Uma Seleção de Artigos da Conferência “Thelema Beyond Crowley”, de 2004.
©Starfire Publishing Ltd, Londres
Solstício de Inverno de 2008
©Tradução de Cláudio César de Carvalho - 2011  

Nota de Rodapé

[1] Palavra de origem desconhecida, encontrada em texto pela primeira vez em 1956. Significa se transformar em um formato ou forma diferente, especialmente uma fantástica ou bizarra. Uma transformação maravilhosa. Sinônimos: converter, metamorfosear, transfigurar, transformar, transmutar.

Comentários

Postagens mais visitadas